Pesquisadores mexicanos criam concreto capaz de gerar energia elétrica


0Shares

Visualizações 5

Limpa, renovável e cada vez mais barata para ser produzida, a energia solar é a energia do futuro. E o melhor é que a cada dia novas tecnologias aumentam a eficiência e o número de aplicações dela no nosso cotidiano.

 

Recentemente, pesquisadores mexicanos criaram um tipo de concreto capaz de gerar energia elétrica através da radiação.

O invento foi batizado de “Concreto Solar” pelos estudantes de doutorado Orlando Gutiérrez Obeso e Euxis Kismet Sierra, graduados em Tecnologia Avançada no Centro de Pesquisa e Inovação Tecnológica Azcapotzalco, do IPN.

Pesquisadores mexicanos criam concreto capaz de gerar energia solar
Foto: Instituto Politécnico Nacional Azcapotzalco (IPN)

No concreto, é aplicado o composto “perovskita”, mineral de óxido de cálcio e titânio mais barato que as tradicionais células solares de silício.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Justamente por ser mais barato, é possível produzir o composto em grandes quantidades, tornando possível a utilização dele em grandes construções urbanas e pavimentações de estradas.

Pesquisadores mexicanos criam concreto capaz de gerar energia solar
Foto: Instituto Politécnico Nacional Azcapotzalco (IPN)

Orlando e Euxis explicam que usaram a “moagem de alta energia”, técnica que cria pó de cimento em escala nanométrica, com partículas centenas de vezes menores que um único centímetro.

Esse pó é sintetizado, dando origem à perovskita, que por fim é misturado ao óxido de titânio. Como resultado, cria-se a “Célula de Gratzel”, células solares orgânicas descobertas na década de 1990.

Pesquisadores mexicanos criam concreto capaz de gerar energia solar
Foto: Instituto Politécnico Nacional Azcapotzalco (IPN)

A célula de Gratzel é uma peça sólida de concreto (que contém elementos orgânicos) capaz de captar a radiação solar e gerar energia elétrica.

Para Orlando e Euxis, seu invento será um grande aliado na luta pela produção de materiais de construção mais ecológicos, em especial quando levamos em conta que quase 40% do total de emissões globais de CO2 relacionadas à energia provêm da construção civil.

Pesquisadores mexicanos criam concreto capaz de gerar energia solar
Foto: Instituto Politécnico Nacional Azcapotzalco (IPN)

Uso no dia a dia

Após anos de desenvolvimento, o concreto solar atende a diversos critérios estruturais que permitem que ele seja usado na construção de calçadas, pontes, lajes de fundação e paredes de edifícios e residências.

Além disso, o material não apenas é capaz de captar a luz solar, que é natural, como também a ultravioleta, que é artificial – aumentando sua eficiência em períodos em que ele não está exposto ao Sol.

Num futuro próximo, dizem os pesquisadores, as edificações poderão ser energeticamente autossustentáveis. “Estamos trabalhando para que isso seja uma realidade. O princípio teórico já temos e funciona. As células solares que conhecemos hoje, e estão no mercado, estavam no laboratório há 40 anos”, ressaltou Orlando.

Há quatro anos, enquanto ainda era um protótipo de laboratório, o concreto solar dos mexicanos foi reconhecido em uma premiação da Samsung, o “Solve For Problems”, que premia ideias ambiciosas e inovadoras para resolver grandes problemas do mundo.

Pesquisadores mexicanos criam concreto capaz de gerar energia solar
Foto: Instituto Politécnico Nacional Azcapotzalco (IPN)

Na época, o projeto foi selecionado na categoria “Energias renováveis ​​e acessíveis”.

Fonte: Engenharia É

0Shares



Acesse o link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade