TCU baterá o martelo sobre a concessão de serviços no Parna da Chapada dos Guimarães


A concessão no Parna da Chapada dos Guimarães deve ficar com a Parquetur. A decisão é da área técnica do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre uma ação movida pela MT Par, estatal do Mato Grosso desclassificada no leilão de serviços, em dezembro passado.

O posicionamento será analisado agora pelo ministro relator do caso, Vital do Rêgo, que deve bater o martelo sobre a questão em até 15 dias e levar o caso ao plenário do Tribunal.

Uma chancela à Parquetur derrota tentativas do governador mato-grossense, o ruralista Mauro Mendes (União Brasil), de derrubar o resultado do leilão de concessão de serviços da unidade federal de conservação da natureza. 

Prometendo R$ 50 milhões anuais, Mendes tenta “estadualizar” o parque nacional, mostrou ((o))eco. Um projeto encaminhado pelo governador à Assembléia Legislativa barra a criação de novas reservas ecológicas no estado.

Criada em 2015, a Parquetur também opera concessões nos parques nacionais da Chapada dos Veadeiros (GO) e de Itatiaia (RJ/MG), bem como nos parques estaduais da Serra do Mar, em São Paulo, de Ibitipoca e Itacolomi, em Minas Gerais. 



Acesse o link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade