Motorista de ônibus plantou mais de 300.000 árvores nos últimos 35 anos


Visualizações 3

Yoganathan veio ao mundo em uma família carente em Mayavaram, na cidade de Thanjavur, na Índia. Ele perdeu o pai quando tinha apenas um ano e meio de idade. Sua mãe mudou-se para a área de Nilgiris para trabalhar nos viveiros de chá, e ele ficou com a família de sua irmã mais velha para entrar na escola.

Quando era aluno da escola, Yoganathan enfrentava os grupos que cortavam árvores incessantemente, colando cartazes escritos por ele nas paredes em plena luz do dia, marcando as áreas onde as árvores haviam sido derrubadas com seus números de estudo e incentivando as autoridades a agir contra os malfeitores.

Ao mesmo tempo, Yoganathan também se dedicava ao plantio de árvores: “Comecei a plantar árvores quando estava na oitava série. Parei de estudar logo depois, mas continuei ligado a exercícios naturais como parte do Tamil Nadu Green Movement”, disse Yoganathan durante entrevista ao The Weekend Leader . Hoje, aos 52 anos, com uma energia para a preservação ecológica semelhante à que tinha quando criança, com um cargo administrativo como motorista de transporte, Yoganathan também tem importantes trabalhos verdes em sua cidade.

Imagem por HK Rajashekar.

Nas segundas-feiras, seu dia de folga da semana, Yoganathan participa com segurança de um programa de plantio de árvores em uma escola estadual. “Plantei mais de 3 lakh (mais de 300.000) árvores nos últimos 30 anos e visitei mais de 3.000 escolas espalhadas por mais de 32 cidades do estado para liderar programas de conscientização ambiental ”, observou Yoganathan durante sua entrevista ao The Weekend Líder .

Em 2016, cerca de 5.000 escolas no estado responderam ao seu apelo para se comprometerem a proteger o meio ambiente e plantar pelo menos uma árvore em seu campus . “Indiquei coordenadores em todos os distritos e escrevi cartas para cerca de 18.000 escolas pedindo que se comprometessem a evitar produtos não orgânicos e plantar árvores.” Ele apontou. “Cerca de 2.000 escolas plantaram mudas e em outras 3.000 alunos se comprometeram a evitar o uso de esmalte, batom e fogos de artifício durante as festividades do país”, acrescentou Yoganathan.

“Eu diria que no meu caso pelo menos 50% das mudas que plantei viraram árvores adultas.”

Yoganathan também destacou que adora trabalhar com crianças quando se trata de plantar árvores, pois elas entendem rapidamente a mensagem de conscientização ambiental que ele deseja transmitir.

“Quando peço a uma criança que plante uma muda, coloco o nome da criança nela. Suponha que Ramu plante uma pequena árvore pungai (faia indiana), eu a chamo de Ramu pungai e peço ao menino para tratar a pequena árvore como seu irmão e regá-la todos os dias.” apontou Yoganathan. “Peço às crianças que recolham capim e coloquem em volta da planta. Eu explico a eles que é uma cobertura de grama. Da mesma forma, peço que tragam folhas secas e coloquem em volta da planta. Eu digo a eles que é cobertura de folhas.

Yoganathan terminou dizendo que ama seu trabalho, mas também sai para plantar árvores. “Se eu tirar uma licença, será apenas para plantar árvores. Não me afasto por motivos pessoais”, finalizou.



Acesse o link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade