México substituirá 16 milhões de toneladas de milho transgênico por milho nativo










0Shares


Visualizações 12

O México planeja eliminar gradualmente as importações de milho da Monsanto e substituí-las por variedades locais e tradicionais até 2024

Além de proibir o herbicida Roundup causador de câncer da Monsanto/Bayer até 2024, o México agora está se comprometendo a livrar o país do milho transgênico na mesma data .

Para isso, planeja substituir gradualmente 16 milhões de toneladas em importações anuais de milho transgênico dos Estados Unidos por variedades indígenas antigas .

O presidente Andrés Manuel López Obrador fez o decreto pela primeira vez em 2 de janeiro, observando que as autoridades de biossegurança iriam “revogar e se abster de conceder licenças para a liberação de sementes de milho geneticamente modificadas no meio ambiente”.

Cumprindo com essa promessa, os reguladores mexicanos de segurança sanitária acabaram de negar uma licença para a mais recente variedade de milho transgênico da Monsanto/Bayer no mês passado.

O objetivo é “contribuir para a segurança e soberania alimentar” e proteger “o milho nativo, os campos de milho, a riqueza biocultural, as comunidades agrícolas, o patrimônio gastronômico e a saúde dos mexicanos”, afirma o decreto do presidente.

Embora o México nunca tenha permitido o cultivo comercial de milho transgênico, há décadas permite a importação de variedades transgênicas usadas principalmente para ração animal e em alguns ingredientes alimentícios altamente processados, como o xarope de milho com alto teor de frutose.

A partir de 2024, o milho transgênico e o glifosato (principal ingrediente do Roundup) serão totalmente proibidos para consumo humano. Ainda não está claro se será proibido para consumo de gado.









0Shares





Acesse o link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade