Consumidores aceitam medidas para reduzir consumo de carne em prol do bem-estar animal


Os consumidores são mais propensos a aceitar taxação sobre o consumo de carne se o dinheiro arrecadado for usado para melhorar o bem-estar animal. É o que conclui uma pesquisa publicada na revista Nature Food, que analisou uma proposta de criação de imposto sobre a carne na Alemanha. Os pesquisadores analisaram a aceitação da proposta usando duas campanhas, uma focada na mitigação de mudanças climáticas na agropecuária e outra no investimento de melhoria na qualidade de vida animal. A segunda proposta teve mais apoio.

Os pesquisadores especulam que o apoio se deve ao fato de que a melhoria na vida animal é mais tangível para os consumidores do que investimentos em reduções de emissões. A pesquisa foi realizada através de questionário online e ouviu mais de 2.800 consumidores alemães. 

“Embora a introdução da tributação da carne permaneça politicamente desafiadora, nossos resultados ressaltam a necessidade de os formuladores de políticas comunicarem claramente as razões subjacentes ao imposto e seu efeito comportamental pretendido”, dizem os pesquisadores. 



Acesse o link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade