Bancos voltam a oferecer consignado a beneficiários do INSS após definição de novo teto de juros


Após a aprovação do novo teto de 1,97% nos juros do consignado do INSS, nesta terça-feira (28), os bancos começaram a anunciar a volta da oferta da modalidade. Até a noite desta terça, Caixa Econômica Federal, Bradesco e Banco do Brasil (BB) informaram sobre a concessão do crédito.

No caso da Caixa, o banco disse que retornará o consignado para aposentados e pensionistas após a publicação do novo teto no Diário Oficial da União (DOU).

Segundo a instituição, a taxa média será de 1,87% mensais, abaixo do teto. A Caixa já ofertava a linha com taxa parecida quando o limite era de 2,14% ao mês.

O Bradesco, o primeiro a anunciar o retorno do crédito, disse que voltará a operar o consignado para o INSS a partir desta quarta-feira (29).

Já o Banco do Brasil comunicou que o retorno da operação ocorrerá “imediatamente”. “O BB entende que as novas regras conciliam a remuneração adequada da linha com a oferta de crédito condizente com as necessidades financeiras de seus clientes”, informou em nota.

 

 

Novo teto

Nesta terça-feira (28), o Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) aprovou a proposta do governo para que o teto máximo dos juros aplicados por instituições financeiras que ofereçam o crédito consignado a beneficiários do INSS seja de 1,97% ao mês.

Foram 11 votos favoráveis, um contra e três abstenções, dos 15 integrantes do Conselho.

O ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, destacou que, apesar do consenso em 1,97%, considera que “os juros continuam altos”. “Recuamos no que queríamos para o teto de juros do consignado pela pressão que bancos fizeram. Considero que juros continuam altos.”

Após o anúncio da aprovação, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) divulgou um comunicado afirmando que discorda da proposta do novo teto.

A federação argumenta que se trata de um patamar ainda abaixo dos custos vigentes para parte dos bancos que operam a linha de crédito.

Contudo, a instituição considerou que a proposta do governo representa um “importante avanço” em relação ao teto anterior de 1,70%.

No começo do mês, o Bradesco e outros bancos suspenderam a operação do consignado para aposentados do INSS após o governo baixar o teto de 2,14% para 1,7% ao mês.



Acesse o link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade